Ana səhifə

Poder judiciário tribunal de justiça de pernambuco assistência Policial Militar e Civil termo de referência


Yüklə 1.01 Mb.
səhifə1/9
tarix12.05.2016
ölçüsü1.01 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9




PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO

Assistência Policial Militar e Civil


TERMO DE REFERÊNCIA




OBJETO:



CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÃO DE SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO E SEGURANÇA ELETRÔNICA – COMPREENDENDO SUBSISTEMA DE MONITORAMENTO DE IMAGENS, SUBSISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO E SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA



ANEXO I

OBJETO

O projeto tem por objeto a contratação de solução de sistema de controle de acesso e segurança eletrônica – compreendendo subsistema de monitoramento de imagens, subsistema de controle de acesso e sistema de gerenciamento de infra-estrutura, como acessórios auxiliares na segurança do Palácio da Justiça, Edifício Paula Batista, Fórum Tomaz de Aquino.



OBJETIVO

O objetivo deste sistema é monitorar e controlar todo e qualquer acesso às dependências dos Prédios da Justiça de Pernambuco, permitindo a instalação de catracas, cancelas, torniquetes e portas, configuráveis de acordo com as necessidades.

O sistema de Circuito Fechado de TV deverá propiciar o monitoramento dos pontos sensíveis das edificações, permitindo que o efetivo responsável pela segurança possa dar cobertura a uma área maior e agir de forma mais eficaz. Ademais, a gravação e armazenamento de imagens viabilizará um maior controle além de servir como um elemento inibidor de práticas inadequadas, tudo isso contribuindo para o aumento da segurança.

O sistema deverá ser capaz de controlar como por exemplo: Bloqueio de dupla entrada ou saída, agendamento de mensagens para determinado usuário, controle da rota a ser seguida por um determinado visitante, etc. Deverá permitir também o controle por grupos de usuários e por zonas de tempo, suportar a configuração de eventos em tempo real, como localização ou rastreamento de usuário através de plantas inseridas no próprio gerenciador, de forma a facilitar a localização do usuário nas dependências do prédio. Para isso o sistema deverá prover diversos níveis de operação do sistema.



JUSTIFICATIVA

Tendo em vista a lamentável realidade de violência em que se encontra o Estado de Pernambuco, que vem sendo veiculada corriqueiramente nos meios de comunicações e percebida por todos, indistintamente;

Tendo em vista que o monitoramento via CFTV e o controle de acesso são fatores determinantes na implementação da segurança de qualquer ambiente com grande fluxo de pessoas.

A Assistência Policial Militar e Civil do TJPE, preocupada com a segurança de todos aqueles que transitam diária ou esporadicamente nas edificações do Poder Judiciário, (Servidores, Magistrados, Membros do Ministério Público, Partes em processos, e visitantes em geral); e, seguindo uma tendência mundial, cujo padrão internacional de segurança exige cada vez mais o controle daqueles que acessam lugares públicos, vem apresentar um projeto de aquisição de sistema de controle de acesso e segurança eletrônica – compreendendo subsistema de monitoramento de imagens, subsistema de controle de acesso e sistema de gerenciamento de infra-estrutura a ser implantado, num primeiro momento, nos locais supramencionados.

Outrossim, os sistemas citados tem por objetivo maior, proporcionar um controle de acesso mais efetivo às pessoas que possam vir a freqüentar as instalações das edificações mencionadas, bem maximizar os níveis de segurança no perímetro externo dos edifícios, além de possibilitar o monitoramento interno, o que proporciona uma contra-resposta em velocidade otimizada.

1. PARA FINS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA
1.1. Atestado de Visita Técnica fornecido pelo CONTRATANTE, em nome do licitante, de que este, através de um dos Responsáveis Técnicos devidamente credenciado, visitou os locais onde serão executadas as implantações/serviços, tomando conhecimento de todos os aspectos que possam influir direta ou indiretamente na execução dos mesmos. O atestado de visita é obrigatório. A visita poderá ser realizada até 5 (cinco) dias antes da data prevista para entrega dos envelopes de habilitação e propostas, mediante agendamento a ser efetuado diretamente pelo telefone (81) 3419.3259, informando nessa ocasião os dados do Responsável Técnico da empresa licitante que fará a vistoria. Em caso de consórcio basta que uma das consorciadas faça a visita técnica.
1.2. Certidão de Registro e Quitação da empresa licitante e do seu responsável técnico, junto ao CREA da sua sede, para os serviços de engenharia integrantes do objeto.
1.3. Comprovação da capacidade operacional da empresa licitante, através de atestado(s) emitido(s) em seu nome ou em nome do responsável técnico, por pessoa jurídica de direito público ou privado, devidamente registrado nas entidades profissionais competentes, onde constem as execuções de serviços pertinentes e compatíveis em características, quantidades, e prazos com o objeto desta licitação, limitadas estas exclusivamente às parcelas, abaixo indicadas, consideradas de maior relevância e valor significativo.
1.4. Comprovação de capacitação técnico-profissional, para os serviços de engenharia, através de testado(s) de responsabilidade técnica de profissional ou profissionais, comprovadamente pertencente(s) ao quadro permanente da empresa licitante, na data de apresentação da documentação de habilitação e propostas, registrado(s) pelo CREA e acompanhado das respectivas CAT´s, que comprove(m) ter sido, o(s) referido(s) profissional(ais), o(s) responsável(eis) pela de Implantação de equipamentos e execução de serviços de características semelhantes, ao objeto licitado:
1.4.1. Instalação e configuração de sistema de monitoramento por imagens, contendo câmeras fixas e domo para uso externo do tipo digital que utilize o protocolo IP;
1.4.2. Instalação e configuração de sistema de gerenciamento e gravação de imagens, com software que utilize o protocolo IP;
1.4.3. Instalação e configuração de sistema de controle de acesso.
1.4.4. Instalação e configuração de sistema de alarmes
1.4.5. Instalação e configuração de Switches e Servidores de grande porte;
1.4.6. Projeto e instalação de rede lógica (cabeamento estruturado e Fibra òptica);
1.4.7. Instalação de No-breaks;
1.5. Garantia do fabricante de pelo menos 2 anos comprovado por carta de fabricante;
1.6. A licitante deverá fornecer carta do fabricante referente a este processo informando que a mesma esta apta a instalar, dar manutenção, configurar e dar treinamento básico dos equipamentos ofertados – Controle de acesso e Sistema de Transmissão de Imagens.
1.7. A proposta deverá apresentar marca e modelo dos itens ofertados, e juntamente com a proposta, deverão ser encaminhados, obrigatoriamente, os catálogos de todos os itens ofertados contendo suas especificações técnicas, a fim de comprovar que os mesmos atendem as exigências do edital.
1.8. A proposta devera conter, OBRIGATORIAMENTE, a descrição detalhada de todos os equipamentos, sistemas e materiais cotados:
1.9. A comprovação das especificações técnicas, devera ser realizada por intermédio de manuais ou catálogos. O concorrente devera indicar o nome do manual e o numero da pagina onde se encontram as definições que comprovam as características técnicas;
1.10. Não serão aceitas declarações de fabricantes que informem que as características técnicas serão implementadas ou que deixem margem a interpretações semelhantes.
1.11. Para comprovação das informações apresentadas pelos concorrentes, fica reservada a Comissão Especial de Licitação a promoção de diligencias necessárias, nos termos do parágrafo 3o do art. 43 da Lei 8666/93 e teste de aderência dos equipamentos e sistemas as especificações técnicas constantes neste Edital;
2. PARA FINS DE COMPROVAÇÃO DAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
2.1. O TJPE poderá realizar diligencias para comprovação das especificações técnicas durante a fase de analise das propostas, na qual:
2.2. O concorrente será notificado em ate 72 (setenta e duas) horas antecedentes a diligencia a ser realizada pelo TJ;
2.3. O concorrente terá 24 (vinte e quatro) horas, apos o recebimento da notificação indicada no item anterior, para indicar um endereço, no Brasil, onde se encontram instalados os equipamentos e sistemas cotados;
2.4. No caso de indicação de endereço(s) de terceiro, é obrigatória a declaração expressa de concordância do terceiro com a realização dos testes;
2.5. O concorrente devera disponibilizar em sua sede ou indicação de terceiro os equipamentos e sistemas, devidamente instalados, de forma que possam ser validadas as informações necessárias a elucidação das duvidas quanto a sua aderência as especificações técnicas;
2.6. A comprovação de que os equipamentos e sistemas não se encontram instalados no endereço indicado pelo concorrente ou que estes não possuem as características indicadas, implicara na desclassificação da proposta;
2.7. Serão desclassificadas tecnicamente as propostas que deixarem de apresentar quaisquer documentos ou informações exigidas ou o fizerem em desacordo com as condições definidas neste Edital.
2.8. O objeto do Edital e amplo e de suma importância para implantação da política de segurança e prevenção da violência, para a qual se busca a contratação de empresa(s) especializada(s) que tenha(m) a expertise apropriada e que possa(m) ofertar tecnologias capazes de tornar factível o propósito do TJPE.
2.9. Comprovação de capital mínimo ou o valor do patrimônio líquido não inferior a 10% (dez por cento) do valor estimado da contratação, devendo a comprovação ser feita relativamente à data da apresentação da proposta, na forma da lei, admitida a atualização para esta data através de índices oficiais.
3. MEMORIAL DESCRITIVO

O projeto de segurança visa o monitoramento e gravação de imagens das principais áreas e rotas de acesso do TJPE, consistindo em importante ferramenta para a proteção das pessoas e bens ali presentes.

Serão monitoradas áreas externas e internas cada qual com seu dispositivo adequado para as condições encontradas nos respectivos locais.

As imagens serão geradas em formato de vídeo H.264 e transmitidas sob a tecnologia TCP-IP e dessa forma, a qualidade obtida, tanto na geração, monitoramento e gravação será de alto nível.

Através da ferramenta será possível monitorar de forma inteligente auxiliando as forças de segurança para coibir e inibir a tempo qualquer tentativa contra a segurança interna e externa.

A CONTRATADA deverá durante o prazo de 24 (vinte e quatro) meses, prestar serviços de Gerenciamento via SNMP dos elementos componentes dos sistemas e subsistemas de segurança, monitorando sua disponibilidade e desempenho, agindo de forma reativa e/ou pró-ativa aos incidentes de falhas e desempenhos.

A solução aliada à experiência da implantação com inteligência e objetividade, possibilitará aos operadores e administradores do sistema explorá-lo em sua totalidade usando os seus recursos de forma completa, sendo que o sistema auxiliará essas atividades, pois as funções são voltadas para facilitar a utilização.


    1. REQUISITOS GERAIS DO SISTEMA E SERVIÇOS:

      1. A Rede de Segurança Eletrônica consistirá de:

3.1.1.1. Central de Monitoramento Remoto contida neste Termo de Referência , incluindo monitoramento e gravação de imagens e equipamentos, localizadas nas dependências dos edifícios em que serão instalados o Sistema, ou seja, para cada edificação citada deverá haver uma central de monitoramento;

3.1.1.2. Gravador Digital de Imagens;

3.1.1.3. Sistema de Gravação de Imagens Digital;

3.1.1.4. Câmeras IP (protocolo internet);

3.1.1.5. Equipamentos de Conectividade;

3.1.1.6. Acessórios.



    1. O Sistema de Controle de Acesso consistirá dos seguintes itens:

3.2.1. Software de Controle de Acesso em Plataforma 100%WEB On-Line Real-time;

3.2.2. Módulo de Serviços Web Móvel;

3.2.3. Catracas;

3.2.4. Barreiras Fixas tipo Fechamento em Gradil;

3.2.5. Webcam;

3.2.6. Torre para captura de imagens de documentos;

3.2.7. Cartão de Tecnologia ABA TK2;

3.2.8. Leitor de mesa, com leitura de cartão de Tecnologia ABA TK2, interligado ao computador para cadastro do cartão dos visitantes ou outra categoria que virá a realizar o acesso através do cartão;

3.2.9. Controladores Inteligentes de Dados com leitores de Cartões Smart Card e leitores Biométricos;

3.2.10. Fechaduras eletromagnéticas;

3.2.11. Botoeiras de Pânico tipo Caixa Quebra Vidro;


    1. Os Serviços de Instalação e Configuração da Infra-estrutura consistirão de:

Os serviços de instalação e montagem de toda estrutura e equipamentos que compõem o Sistema de Controle de Acesso e Segurança Eletrônica.

    1. Os Serviços de Capacitação consistirão de:

Plano de capacitação proposto pela empresa vencedora do certame ao TJPE, sem qualquer ônus, visando habilitação de seus colaboradores na operação dos equipamentos e sistemas que compõem o Sistema de Controle de Acesso e Segurança Eletrônica.

    1. Os Serviços de Gerenciamento da Infra-estrutura consistirão de:

3.5.1. Centro de Gerenciamento nas Instalações físicas da CONTRATADA, localizado em Recife ou Região Metropolitana, com estrutura física que garanta seu funcionamento na modalidade 24 x 7;

3.5.2. Profissionais com experiência no gerenciamento de ativos de infra-estrutura de TI;

3.5.3. Ferramentas de gerenciamento de falhas e desempenho, integradas nativamente, ou seja, integradas entre si sem a necessidade de API ou interface externa.


  1. REDE DE SEGURANÇA ELETRÔNICA

Descrição da Central de Monitoramento de Imagens

4.1) Características Básicas

4.1.1) O sistema de monitoramento por imagem, através de Circuito Fechado de TV consiste em supervisionar o perímetro de áreas monitorando o fluxo de pessoas e atividades nessas áreas, facilitando sobremaneira as ações voltadas à segurança.

4.1.2) O sistema será composto, basicamente, por câmeras de vídeo móveis e fixas de acordo com a necessidade, coloridas, instaladas em ambientes externos e internos, em pontos estratégicos, de modo a permitir a vigilância e o monitoramento dos ambientes em questão.

4.1.3) As câmeras de vídeo deverão estar dispostas de forma a cobrir todas as áreas para quais foram designadas, devendo ainda ser utilizadas caixas de proteção apropriadas para a função que se destinam.

4.1.4) Com o objetivo de evitar que as variações das condições ambientais (nebulosidade, temperatura, chuvas, posição do sol, nível de iluminação, etc.) provoquem alterações e ou interferências significativas na qualidade das imagens enviadas aos monitores, as câmeras deverão ser dotadas de circuitos e recursos capazes de minimizar essas variações e efetuar, automaticamente, as correções e equalizações necessárias para recompor a qualidade da imagem. Dispositivos anti-surto deverão ser instalados juntamente com as câmeras para proteção contra descargas elétricas provenientes de agente externos ou internos.

4.1.5) As câmeras móveis deverão ser dotadas de recurso que possibilitem ao operador efetuar remotamente varreduras horizontais – pan e verticais – tilt e, também, a facilidade de aproximação do objetivo em foco – zoom da lente.

4.1.6) As câmeras fixas serão instaladas de acordo com a solução contida neste Termo de Referência.

4.1.7) As câmeras instaladas nas áreas externas ou instaladas internamente em ambientes com iluminação deficiente, deverão ser dotadas do recurso noite/dia.

4.1.8) O sistema de armazenamento digital de imagens das câmeras deverá ter capacidade de armazenar nos Centros de Monitoramento Remotos – CMR, as imagens de todas as câmeras sob supervisão por no mínimo 30 (trinta) dias, antes de substituir as imagens antigas do sistema este deverá enviar para a Central,via link de dados em horários de link ocioso das 01h00m às 05h00m ou definido pela Contratante. O sistema de armazenamento central deverá ter capacidade de armazenar as imagens digitalizadas de todas as câmeras da solução por no mínimo 30 (trinta) dias.

4.1.9) O mobiliário será conforme descrito nos itens subseqüentes e instalados de acordo com o solicitado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco - TJPE. O equipamento instalado será composto de racks, computadores, mobiliário adequado, câmeras Dome de monitoramento, monitores e demais equipamentos necessários a operação do sistema.

4.1.10) O Sistema de Monitoramento por imagem visa à monitoração por câmeras de vídeo vigilância às áreas externas nos perímetros urbanos durante 24 horas por dia. Essas imagens serão visualizadas em uma central de monitoramento em local determinado pela Contratante sendo remota ou não, responsável pela atuação em cada área e números definidos de perímetros. As imagens captadas pelas câmeras serão replicadas para um Centro de Controle Operacional a ser definido pela Contratante.

4.1.11) Cada Centro deverá possuir acesso às câmeras instaladas nos perímetros de sua área de atuação. A estrutura física deverá possuir sua sala de vigilância que irá abrigar monitores, teclados, servidores, interfaces digitais e de controle e demais equipamentos e acessórios necessários à implantação do sistema.

4.1.12) Ao operador deverá ser permitida a visualização das imagens enviadas por todas as câmeras cujo acesso é permitido, conforme níveis hierárquicos definidos no sistema, em tempo real, simultaneamente à gravação, devendo-lhe ser facultado à facilidade de selecionar e transferir qualquer imagem para um monitor dedicado à visualização de uma única imagem em detalhes.

4.1.13) Os Centros de Monitoramento terão no mínimo 12 m² de forma a permitir a adequada disposição dos equipamentos, objetivando a ergonomia, conforme a praticidade na utilização dos dispositivos. O ambiente deverá ser dotado de ar condicionado de forma a manter a temperatura ambiente adequada à utilização dos equipamentos do sistema.

4.1.14) O sistema devera fazer leitura especifica das imagens de movimentos de objetos alteração de imagens por períodos distintos, realizar movimentações automáticas das câmeras configuráveis por períodos distintos, analisar aglomerações em horários distintos e enviar alertas aos operadores em toda a solução.

4.1.15) As consoles de monitoramento nos diversos locais destinados a esta atividade acessarão as informações por meio de software aplicativo do tipo cliente ou ainda por meio de software de navegação na internet, por meio de senhas de acesso.

4.1.16) A matriz do sistema de vídeo IP deverá ser do tipo virtual, totalmente digital, projetada dentro de conceito abrangente, escalonável e modular, com controle do acesso centralizado e através de login/senha do MS Active Directory. Os níveis de usuário serão determinados pelo administrador do sistema.

4.1.17) O sistema deverá ser capaz de realizar o registro digital, de alta qualidade, das imagens de todas as câmeras, com recursos para gerenciamento de armazenamento dos arquivos resultantes através de sistema de gerenciamento de arquivos de vídeo, constituindo solução abrangente, escalonável e modular. Este armazenamento deverá será feito em ambiente próprio para tal, com a máxima segurança e qualidade no tratamento das informações.

4.1.18) Os arquivos de vídeo deverão ser comprimidos por técnicas avançadas de compressão de dados, utilizando-se codecs de vídeo de alto desempenho, sem perda das informações de vídeo, de forma a se obter o melhor resultado entre a qualidade da imagem, a taxa de utilização da rede de transmissão de dados e o volume necessário de armazenamento das informações.

4.1.19) O sistema deverá ter uma arquitetura aberta, expansível e modular, permitindo fácil adição de novas câmeras ou centrais de monitoramento.

4.1.20) A alimentação elétrica deverá ser feita a partir de pontos de eletricidade existentes nos locais de instalação das câmeras. Deverão ser utilizados pontos de alimentação elétrica advindos de equipamentos de energia que a disponham de forma contínua, sem interrupções, tipo no-break on-line.

4.1.21) Deve-se considerar como necessidade básica a possibilidade de 30 fps com resolução de 4CIF (704×480) NTSC para a visualização das imagens no centro de monitoramento central e resoluções inferiores nos demais acessos.

4.1.22) O acesso às salas de monitoramento deverá ser protegido através de controle de acesso por identificação da impressão digital e cartão proprietário do funcionário.

4.1.23) O software deverá ser compatível com a solução, permitir o gerenciamento de contas e para maior segurança exportada logs de auditoria.

4.1.24) Ressalta-se que o fornecimento dos links de transmissão de dados e imagens necessários para a interligação dos centros é de responsabilidade de fornecimento do TJPE.

4.2) Descrição das Centrais de Monitoramento

4.2.1) O armazenamento das imagens na central será realizado em local determinado pelo TJPE. A proponente será responsável pela instalação, configuração e manutenção dos equipamentos necessários a perfeita captura e armazenamento das imagens .

4.2.2) Na central de monitoramento deverão ser instalados os equipamentos:

4.2.2.1) Mobiliário para funcionamento de Posto de Trabalho, com mesa e cadeiras adequadas para o serviço que será prestado;

4.2.2.2) Estações de trabalho que suportem o sistema fornecido;

4.2.2.3) Deverão ser padronizados com as Centrais de Monitoramento Remotos;

4.2.2.4) Dois monitores de 19” polegadas para cada Posto de Trabalho;

4.2.2.5) Customização da infra-estrutura de rede elétrica e rede estruturada para garantir o funcionamento da central de monitoramento;

4.2.2.6) A central de monitoramento em cada edificação deve possuir ainda 02 painéis de LED de no mínimo 42 polegadas para recebimento das imagens da respectiva PA;

4.2.2.7) Todas as adaptações do ambiente previsto para a Central de Monitoramento ficarão sob responsabilidade da Contratada;

4.2.2.8) A contratada deverá instalar de 2 (dois) aparelhos de Ar condicionado de 18.000 Btus na Central de Monitoramento Central, além das instalações das redes lógica, elétrica e equipamentos necessários para o adequado funcionamento da solução.

4.3) Central de Monitoramento Remoto – CMR

4.3.1) As Centrais de Monitoramento tem como objetivo primordial, a identificação de incidentes nas suas localidades de monitoramento e informação dos mesmos aos responsáveis sobre eventos ocorridos.

4.3.2) Todos os cabos, conectores, adaptadores e materiais necessários para instalação e funcionamento das Centrais de Monitoramento deverão ser fornecidos pela Contratada, conforme o Item Infraestrutura deste Termo de Referência;

4.3.3) A Contratada deverá ainda, prestar o serviço de suporte junto a todos os equipamentos e sistemas que compõem a estrutura das Centrais de Monitoramento, assim como os sistemas e equipamentos que compõem a estrutura dos pontos monitorados e rede de transmissão durante a vigência do Contrato de fornecimento da solução à Contratante.

4.3.4) Características físicas:

4.3.4.1) A Contratada será responsável pela instalação, configuração e manutenção da Infra-estrutura, hardware e software das Centrais de Monitoramento, com as características descritas a seguir. Esta infra-estrutura, hardware e software deverão ser fornecidos como parte dos serviços a serem prestados.

4.3.4.2) Cada Central de Monitoramento instalada pela Contratada deverá possuir as seguintes características mínimas para funcionamento de 2 (dois) Pontos de Atendimento (PA);

4.3.4.3) Ambiente climatizado através de equipamento de refrigeração de ar condicionado;

4.3.4.4) Possuir mobiliário para funcionamento de 2 (dois) PAs, com mesas e cadeiras adequados para o serviço que será prestado;

4.3.4.5) Possuir 01 (um) rack de 19” de no mínimo 42 U’s para acomodação dos equipamentos;

4.3.4.6) Possuir estações de trabalho que suportem o sistema fornecido;

4.3.4.7) Possuir área de visualização de 19 polegadas para cada PA;

4.3.4.8) Possuir infra-estrutura de rede elétrica e rede estruturada para garantir o funcionamento da central de monitoramento;

4.3.4.9) A central de monitoramento deve ainda manter conexão com as câmeras durante 24x7, bem como 01(um) operador do sistema em horário de 24x7, indicado pela APMC devidamente treinado e capacitado .

4.3.4.10) A contratada deverá empregar na solução, no mínimo 02 (dois) operadores durante 24x7, objetivando oferecer soluções para possíveis problemas apresentados pelo software ou equipamentos;

4.3.4.11) A central de monitoramento deve possuir ainda 02 (dois) painéis no mínimo 42 polegadas, na tecnologia LED;

4.3.4.12) Sistema de Nobreak com potência que suporte a carga dos equipamentos descritos na CMR, e com carga para suportar 30 minutos com queda de energia.

4.3.4.13) Um joystick para controle de PTZ para cada PA, com as seguintes características:

a) Joystick USB do mesmo fabricante das câmeras ou totalmente compatível com as câmeras.

b) Deve-se comunicar à estação de trabalho e ser alimentado por porta USB.

c) Deve possuir três eixos.

d) Deve possuir botões de funções pré-programaveis;

4.3.4.14) Possuir Teclado com no mínimo 10 botões

  1   2   3   4   5   6   7   8   9


Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©anasahife.org 2016
rəhbərliyinə müraciət